Artigos

Profª. Drª. Ana Carolina do Nascimento Alves

 

Página Inicial - Clinica Veterinária Jardim Botânico

A importância das vacinas em nossos pets

 

 

Muitos proprietários me perguntam se é mesmo importante vacinar seus pets, mesmo quando eles não passeiam nas ruas ou possuem contato com outros animais.

 

A resposta é SIM. As vacinas são muito importantes para nossos amigos, sendo o método mais eficaz para proteger a saúde do animal de estimação, prevenindo as principais doenças causadoras de óbitos em filhotes e adultos.

 

Mesmo sem contato com o meio externo nossos animais podem contrair essas doenças através do contato com o próprio dono, que pode levar os vírus em suas roupas, sola de sapatos, mãos, etc.

 

O protocolo vacinal inicia-se aos 45 dias de vida, quando o animal recebe a primeira dose da vacina contra as viroses, denominada múltipla (V8 ou V10). A V8 abrange a imunização de oito doenças virais e a V10 de dez doenças (Cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa, adenovirose, coronavirose, parainfluenza e leptospirose L.canicola, L.icterohaemorrhagia, L. grippotyphosa e L. pomona). Para gatos existem as vacinas V3, V4 e V5, esta última abrange a proteção contra cinco doenças virais letais nos felinos (rinotraqueíte viral felina, calicivirose, panleucopenia, clamidiose e a leucemia felina).

 

Após essa primeira dose da vacina com 45 dias, durante o primeiro ano de vida do animal o protocolo vacinal contra as doenças virais se repete com 75 e 105 dias. Em alguns casos dependendo da orientação do medico veterinário é necessária a aplicação de mais uma dose com 135 dias. Juntamente com a última dose da vacina múltipla o animal recebe a primeira dose da vacina antirrábica. As vacinas múltipla e antirrábica são obrigatórias em qualquer esquema de vacinação de nossos pets e devem ser repetidas com uma dose anual, durante toda a vida.

 

Existe ainda a vacina contra a leishmaniose, uma importante zoonose (doença que pode ser transmitida do bicho para os seres humanos), contra as Gripes caninas e contra Giárdia. Converse com seu médico veterinário de confiança sobre o protocolo dessas vacinas e suas necessidades.

 

Os cachorros e gatos adultos que nunca foram vacinados ou os filhotes que já passaram da época correta de vacinar precisam receber duas doses de vacina múltipla (com intervalo de 21 dias entre elas) e uma dose de vacina antirrábica. Isso também vale para animais “desconhecidos”, quando não se sabe se foram vacinados ou não.

 

Assim, a vacinação é uma importante ferramenta que assegura a saúde e felicidades dos nossos amigos pets.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now