Artigos

Profª. Drª. Ana Carolina do Nascimento Alves

 

Página Inicial - Clinica Veterinária Jardim Botânico

Sete motivos para não fazer o banho do seu pet sozinho.

 

 

Um simples banho pode ser uma experiência agradável e prazerosa para proprietário e cachorro, porem algumas regras devem ser seguidas. Hoje em dia sabe-se que o banho deve ser feito de maneira especializada para que não traumatize o animal e tão pouco prejudique sua saúde. O banho deve ser feito com produtos especializados, próprios para cachorros ou gatos, por profissionais qualificados e treinados.

 

1-Produtos para pessoas não possuem o mesmo efeito em animais além de serem mais caros. O pH da pele e pelos dos animais é diferente do nosso e portanto é necessário produtos específicos para pets. Além disso, a pele dos animais por estarem coberta por pelos é muito mais sensível do que a dos humanos, por esse motivo esqueçam os sabões de coco e outros tipos de produtos domésticos na hora do banho de seu pet.

 

2-A Temperatura da água deve ser constante, em torno de 37º.C é o ideal. O pensamento de que os animais não sentem frio é coisa do passado, devemos nós preocupar sim com o frio ou calor, mantendo a água não muito quente ou gelada. Também deve ser prestando atenção para a temperatura do dia e dar preferência aos dias mais quentes e nos horários onde haja mais incidência de luz solar.

 

3- Para cães e gatos que possuem muitos pelos, o banho caseiro pode piorar os nós e até machucar na hora de desembaraçar. Hoje em dia os profissionais de banho e tosa, fazem cursos para aprender a remover os nós de forma a não agredir o animal e sem traumatizá-los. Existem produtos específicos de altíssima qualidade para a remoção de nós. A forma de ensaboar, o pentear e até na hora da secagem podem ser uma verdadeira catástrofe para o pelo do animal, causando nós muitas vezes irremovíveis, sendo necessário tosar.

 

4- Durante a secagem existe técnica de como utilizar o secador para que os pelos não se embaracem, existe técnica de qual distância o secador deve estar do animal, qual temperatura e, além disso, a forma que devemos utilizá-lo para que o animal não sofra com o barulho e não fique estressado. Muitos proprietários acabam deixando os animais ainda úmidos o que pode ocasionar inúmeras doenças de pele e deixar o banho ineficiente.

 

5-No exterior o curso de banhista dura seis meses e de tosador é um curso especializado chegando a durar até três anos, dessa maneira o banho é um momento de cuidados especializado feito por pessoas especializadas e treinadas.

 

6- Os locais que oferecem banho e tosa, devem ter certificados de treinamento de seus funcionários, médico veterinários supervisionando o ambiente e orientando os profissionais com os cuidados com água nos ouvidos, contato de sabões com os olhos e principalmente o cuidado com o bem estar animal. Tudo deve ser feito de maneira agradável para que o animal não se estresse e fique feliz em voltar no próximo banho.

 

7-O banho caseiro pode dar a falsa sensação de que o animal esta sendo bem cuidado e que não esta ficando estressado, porem hoje em dia existem clinica veterinárias com banho e tosa acompanhados de perto pelo médico veterinário onde o proprietário também pode acompanhar o banho ou até participar se quiser. O bem estar animal deve ser o mais importante, mais importante que um procedimento estético, por esse motivo procure ambientes agradáveis onde os animais se sintam confortáveis e que você tenha a garantia de que seu animal sairá de lá feliz e saudável.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now